TW Liga Tiny6 – Regras

As corridas FPV na categoria “Liga Tiny6” seguem o formato que se apresenta de seguida. Este formato determina características dos modelo autorizados e resumem o Regulamento de Prova. Este regulamento é passível de ser adaptado às condições do evento de prova caso assim a Organização o determine.

Modelo
Podem participar nas corridas da Liga Tiny6 os modelos que cumpram com as características seguintes:

  • Protecções nas hélices
  • Frame com dimensão máxima de 65mm em plástico
  • Motores sem escovas: dimensão máxima 0603 e 19000 kv.
  • Motores com escovas: limitados às especificações da frame.
  • Bateria 1S, com 260 mAh de capacidade máxima.
  • Potência máxima de video de 25 mW
  • Capacidade de mudar de canal de vídeo facilmente

Formato da prova
A prova em si é uma disputa da ordem de chegada após completar 4 voltas a um circuito, com as regras seguintes:

  • O torneio terá um número máximo de 16 pilotos
  • O torneio é disputado por rondas de grupos de 4 pilotos (dependendo do número de inscritos poderá ser alterado o número de pilotos por grupo)
  • É obrigatório cumprir com todos os obstáculos
  • É obrigatório cumprir os obstáculos pela sequência definida pela Organização
  • O piloto pode repetir tentativas para cumprir um obstáculo.
  • Se ao repetir uma tentativa causar um acidente que impeça o adversário de continuar a prova, será desclassificado.
  • A falha de um obstáculo invalida a volta em causa.
  • Omitir um obstáculo invalida a volta em causa.
  • Em caso de acidente pode usar-se “Turtle Mode”. Apenas o piloto poderá deslocar-se e recolocar o seu modelo em posição “pronto a voar”.

Circuito de prova
A disposição do circuito segue as directivas seguintes:

  • 30 metros de pista
  • Número de voltas: 4
  • Número de obstáculos: 12
  • Obstáculos e circuito serão iluminados sempre que possível. Deverão ser bem visíveis pelo piloto e observadores externos.
  • Serão designadas areas de descolagem e aterragem.
  • As directivas acima serão flexíveis a alterações, em função de restrições do local de prova ou outras decisões acordadas entre Organização e Pilotos.

Outras disposições

  • No OSD no canto superior esquerdo deve constar a callsign do piloto por forma a ser consistente, para um observador, identificar o piloto em causa no feed de vídeo.
  • Cada piloto terá um spotter, que deve colaborar com o júri para aferir a correcta execução do circuito.
  • Se não houver sistema de medição de tempos, um elemento adicional tomará nota da ordem de chegada à meta.

Apuramento do vencedor
O vencedor do torneio é aquele que acumular mais pontos em cada uma das rondas realizadas.